Pabllo Vittar sofre processo por plágio em música de sucesso

‘Ama, Sofre, Chora’ é a faixa da cantora acusada de plágio

Pabllo Vittar está na mira de uma ação judicial, sendo acusado de plágio. O autor do processo é o cantor e compositor, Herlomm Diosly dos Reis Silva. Ele alega que Pabllo teria plagiado sua música ‘Amar, Sofrer, Chorar’ com a faixa ‘Ama, Sofre, Chora’.

Herlomm cita que registrou a melodia de sua canção em 13 de junho de 2019, em uma plataforma chamada ‘musicasregistradas.com’. A música também teve um videoclipe, e foi publicado no canal do cantor, no Youtube. Em 08 de janeiro de 2021, Pabllo Vittar publicou um videoclipe da faixa ‘Ama, Sofre, Chora’.

O cantor e compositor diz que, quando ouviu a música pela primeira vez, identificou trechos com o mesmo sentido da sua composição, de autoria própria, não apenas no título e melodia, que são muito parecidas, mas também no sentido literário.

Ambas as músicas versam sobre o amor não correspondido, onde uma pessoa ama a outra que a ignora.

Ele afirma, ainda, que ao ouvir a canção, fica ainda mais nítida a semelhança entre ambas. As semelhanças também estariam nas letras das músicas. Em uma breve pesquisa no Google e no Youtube, as duas músicas aparecem de maneira sequencial, comprovando, assim, a sua semelhança.

Pabllo e todos os envolvidos infringiram o direito do autor

A gravadora Sony Music e os demais envolvidos na música, ao utilizarem a letra e a melodia da canção de Herlomm Diosly, sem a sua autorização, mesmo que a mesma não seja idêntica, infringiram o direito do autor da obra.

Isso porque não houve autorização prévia e expressa para utilização da composição.

Herlomm Diosly e compositor pediu uma indenização a título de danos materiais, no sentido de receber todos os valores referentes aos lucros obtidos com a música de Pabllo, pelo prazo em que estiver vivo e mais sessenta anos depois de sua morte. Foi feito o pedido de que os réus apresentassem nos autos os comprovantes de tudo aquilo que lucraram com a canção.

Filme Infantil na Netflix: 20 Melhores filmes infantis para assistir na Netflix

Ele fala ainda que tal conduta de Pabllo e sua equipe teria gerado um incontestável dano moral. Foi feito um pedido liminar ao ECAD e a ABRAMIUS para que remetam relatório sobre os ganhos da música da cantora, bem como que seja feito o depósito em juízo de todos os royalties.

Outro pedido é que os danos morais sejam fixados em dez vezes o valor dos danos materiais. O valor da causa é de R$ 1 milhão.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

I accept the Privacy Policy